Relações com investidores

Destaque

Fato Relevante - Atualização Covid-19

A CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A. (“Companhia” ou "CVC"), em complemento aos Fatos Relevantes divulgados em 23 e 30 de março, 23 de abril, 29 de maio, 7 de julho, 3 e 31 de agosto de 2020 e 23 de setembro de 2020, vem informar a seus acionistas e ao mercado em geral o que segue sobre os impactos causados pela Covid-19 em suas operações.  

A Companhia informa que segue implementando com disciplina os planos anunciados anteriormente para preservação do seu caixa e destaca os seguintes aspectos sobre suas operações e retomada de seus negócios:

Preferência pelos destinos nacionais nesse momento de retomada: :
A Companhia acredita que segue ocupando posição de destaque na retomada do setor de turismo doméstico, sobretudo em função de demandas dos clientes em viajar dentro do Brasil nos próximos meses. A região do Nordeste lidera como a preferida entre os brasileiros – em especial destinos como Natal, Maceió, Fortaleza, Porto de Galinhas, Recife e Salvador. Em comum, os destinos mais procurados no momento têm grande número de atrativos turísticos ao ar livre, caso também da Serra Gaúcha, Foz do Iguaçu, Bonito e Jericoacoara.

A Companhia tem se adaptado rapidamente às novas tendências, o que inclui a oferta de novos serviços: como o de diárias em hotéis e estadias adaptadas ao momento do home office; novas programações para parques estaduais; aluguel de motorhomes para viagens ao Estados Unidos e Canada a partir de 2021, além de facilidades como o aluguel de malas nas lojas CVC e viagens com remarcação gratuita aos clientes até dezembro de 2020. Os destinos internacionais estão em recuperação mais lenta, em razão da permanência de fronteiras fechadas aos brasileiros em boa parte do mundo.

Além disso, a Companhia também anunciou a retomada de suas operações de voos fretados para a Temporada de Verão no Brasil.

Indicadores operacionais:
A Companhia segue preparada para a retomada integral de suas operações, com 1200 lojas abertas nesta data e equipes trabalhando remotamente. Desenvolvemos produtos e serviços com nossos parceiros para oferecer viagens em condições especiais a nossos clientes. Implementamos ações de marketing e continuamos o desenvolvimento e implementação de melhorias nas plataformas digitais. Como resultados dessas ações e a reabertura dos destinos e maior disponibilidade de malha aérea, estamos observando a retomada de nossas atividades no Brasil:

  • Bookings –  nos meses de abril, maio e junho de 2020, as vendas novas foram próximas a zero, mas vêm crescendo consistentemente desde o início do mês de julho de 2020 – ao final de setembro atingimos 37% do volume de vendas do mesmo período do ano anterior.
  • Orçamentos solicitados pelos clientes do segmento lazer atingiram nas últimas semanas 83% do volume comparado ao mesmo período do ano anterior.
  • Considerando vendas novas acumuladas no mês de setembro, a Companhia observou um crescimento no seu serviço de locação de carro, que chegou a ultrapassar em 15% o volume de vendas deste tipo de serviço contratado pelo turista, dentro do Brasil, se comparado ao mesmo período de 2019. O cliente tem se deslocado para cidades próximas de carro alugado, para praticar turismo intrarregional.
  • 81% dos hotéis parceiros da Companhia no Brasil já estão reabertos e, considerando bookings realizados em setembro de 2020, atingimos 89% do volume de vendas no mesmo período de 2019. 
  • Em setembro, as vendas novas totais no Brasil totalizaram 37% -  no segmento de lazer (B2C) representaram 41% e somente no lazer doméstico 65% - do volume do mesmo período do ano anterior. 
  • Take rate: Em setembro, a margem sobre vendas novas (take rate) foi de aproximadamente 2 (dois) pontos percentuais acima dos valores observados no primeiro trimestre de 2020 (pré-pandemia), em função do crescimento do mix de vendas de produtos nacionais e terrestres. 

As operações na Argentina têm tido uma recuperação mais lenta, com volume de vendas novas por volta de 10% no mês de setembro, comparado com o mesmo período do ano anterior.

Saúde Financeira:
A Companhia tem implementado com sucesso as ações de redução de custos, buscas de eficiência operacional e de proteção de caixa. Vale ressaltar, ainda, que a maior parcela do endividamento da Companhia tem vencimento a médio e longo prazo. De um endividamento total na ordem de R$ 2,0 bilhões, temos R$600 milhões vencendo em novembro de 2020 e a Companhia está avaliando alternativas em relação a tal dívida de captação e/ou rolagem. Adicionalmente, a Companhia continua discutindo com os detentores de suas debêntures a obtenção de waiver para evitar o seu vencimento antecipado, o que poderia afetar a sua solvência.  O saldo de caixa e de equivalentes de caixa em 15 de outubro de 2020 foi de aproximadamente R$1.551 milhões (um bilhão, quinhentos e cinquenta e um milhões de reais) (informações não auditadas). A Companhia manterá o mercado informado a respeito de outras medidas eventualmente adotadas para preservar sua posição de caixa.

A Companhia reitera seu compromisso com seus clientes, colaboradores, parceiros, acionistas e o mercado em geral. Acredita que a retomada do turismo no Brasil e na América Latina ganhará força nos próximos trimestres e está pronta para liderar o segmento com inovações em pacotes, formas de pagamento, vendas onmichannel, e foco no relacionamento e proximidade de nossos clientes.


Para acessar Fato Relevante clique aqui.
 

 

Santo André, 19 de outubro de 2020

CVC BRASIL OPERADORA E AGÊNCIA DE VIAGENS S.A.

 

Maurício Teles Montilha
Diretor Executivo de Finanças e Diretor de Relações com Investidores